Opel Astra recebe motor biturbo

MotoresPT | | 13 Comentários | 1697 Visualizações

opel astra motor biturbo

Depois de se ter estreado no Opel Insignia, o motor diesel Biturbo CDTI expande-se para a gama Astra. É a opção diesel mais potente de sempre que o Astra recebe, com 195 cv de potência e um binário máximo de 400 Nm.

Esta nova motorização estará disponível a partir de Outubro em todas as variantes: cinco portas, três portas (GTC), e carrinha (Sports Tourer).

Este motor diesel biturbo sobrealimentado por dois turbos em sequência e dois intercoolers é capaz de atingir uma velocidade máxima de 226 km/h e consumir 4,9 l/100 km.

Quanto aos preços de comercialização em Portugal ainda não foram divulgados.

13 Comentários

  1. markituh121

    Concordo!!! Tou a ver que as rodas da frente ainda vão sair do carro, 400 Nm de Torque???? Meu deus, isso deve comer pneus, mas bem também deve ter um diferencial bom e de certeza que vão fazer uma versão especial de corrida com este motor, ou pelo menos uma versão Nurburgring com este motor, seria fixe, mas com mais uns 20cvs…

  2. MiguelGP

    Os 400 nm não serão logo disponibilizados assim, tal como os 2 turbos só trabalham juntos a partir de uma determinada velocidade e rotação . O turbo de maiores dimensões, será o mais usado, um mais pequeno para depois entregar o resto da força .

  3. malaico

    MiguelGP s não me engano é ao contrário, o turbo pequeno para baixas e o grande para as altas.
    O sistema é identico ao k a BMW utiliza nos motores 23d, 25d, 35d e no mais recente 40d.

  4. jorge costa

    Há mais de um mês que vi um Insignia com este motor, exposto num stand da Opel. Também já aparece no site da marca, por isso não entendo o “disponível a partir de Outubro”.
    Faz lembrar o 1.9 twin turbo de orgiem FIAT que equipou alguns Saab e o Lancia Delta, com bons resultados. Este 2.0 também tem origem na FIAT Powertrain, se bem que o desenvolvimento da versão de 2 turbos terá sido feita pela GM Powertrain.
    O Insignia é um excelente carro, agora com este motor ficará ainda melhor.

  5. MiguelGP

    Agora, também fiquei com o pé atrás em relação aos turbos … mas tenho a ideia que era como eu disse … se alguém aqui souber como realmente é, que se chegue á frente 🙂

  6. jorge costa

    É mais ou menos como dizes, mas ao contrário. O pequeno turbo para os regimes mais baixos e, a partir daí entra o grande.
    Seria possível a mesma potência apenas com um turbo, mas dadas as maiores dimensões que este tem que ter para que o motor atingir potências mais elevadas, nos regimes mais baixos o motor teria pouca vida nessas rotações. O pequeno serve precisamente para “alimentar” quando ainda não abriu o grande.
    Há vários motores monoturbo em que a versão mais potente chega a ser menos agradável de usar do que a menos potente (isto nos regimes baixos e médios).

  7. malaico

    Pedro_Mendes88 não podes comparar os motores do C220cdi e o 320d com este novo da Opel,sou fã da marca tive um Astra G e foi um carro impecável tanto que ainda o tenho em casa mas este tipo de motores é uma novidade na marca. O 220cdi tem 177cv e o 320d 184cv mas utilizam 1 turbo a Opel recorreu a 2 para chegar aos 195cv enquanto um motor equivalente na BMW tem 204cv( motor 23d) e 218cv( motor 25d). se o 330d e46 é molengão isso não sei mas o 330d e90 não é, e já andei num 530d e até s mexia bem e é mais pesado k o série 3. Quanto à Opel era porreiro que depois deste 2.0 bi-turbo eles voltassem a renascer o 3.0 cdti v6 estreado na vectra mas desta vez com a introdução de umas aftaminas,lol!

  8. malaico

    MiguelGP Quanto ao funcionamento dos turbos é como eu disse o meu boss tem um BMW 635d coupe e como sabem utiliza esse sistema! Abraço!!!

Inicie sessão ou registe-se para comentar.