Fomos a Barcelona testar o Seat Leon SC

Rui Abreu | | 14 Comentários | 4030 Visualizações

Seat Leon SC

A convite da Seat, fomos a Barcelona levar o Seat Leon SC ao limite.

Quem nos segue no Facebook reparou que ao longo do último fim-de-semana fomos colocando algumas imagens da nossa ida a Barcelona para testar o Leon de três portas…sim, que chatice…mas lá fomos.

Seat Leon SC

Fomos recebidos calorosamente pela fantástica equipa de Marketing da Seat, e a primeira fase desta experiência foi no “Cube”, que muito sucintamente é um cubo com uma arquitectura dos tempos modernos onde a Seat faz as apresentações oficiais à imprensa profissional. Foi aí que recebemos uma pequena apresentação sobre todo o processo de concepção deste Seat Leon, com principal ênfase nas linhas que fazem com que este carro tenha uma aparência mais musculada e uma presença mais forte. Foram ainda explicados alguns desafios encontrados e outros que a equipa se auto propôs de forma que este modelo marcasse uma evolução acentuada face à anterior geração, um desses exemplos é o pilar A, junto ao para-brisas, de grossura muito reduzida, mantendo a rigidez necessária.

Também desenvolveram “in house” as ópticas frontais, com tecnologia LED que fazem deste Seat Leon SC o primeiro modelo desta gama com iluminação LED nos médios e máximos. Entre outros esclarecimentos e explicações, mas o que interessava mesmo era conduzir o carro, na verdade essa foi a principal razão que nos levou a terras espanholas.

Seat Leon SC motores

Este modelo vai estar disponível em vários motores, como o 1.6 TDi de 90 e 105 cv e o 2.0 TDi de 150 cv e 184 cv, isto a diesel. A gasolina temos o 1.2 TSI de 85 e 105 cv, 1.4 TSI 122 e 140 cv e o 1.8 TSI com 180 cv…estes estarão associados a caixas manuais ou ou automáticas DSG. E nós escolhemos o… claro, só podia…a versão mais potente a gasolina. Depressa nos dirigimos ao nosso carro de testes, e ao entrar no carro reparámos na GoPro colada ao vidro, sou seja, muito em breve poderemos partilhar todo o percurso com vocês. Ligámos o motor, certifica-mo-nos que escolhemos a linguagem inglesa (descobrimos mais tarde que tínhamos a opção de Português, o que é de congratular), e rapidamente nos pusemos em movimento, inicialmente com a caixa DSG em modo automático, muito muito suave, apesar de esta ter que dosear correctamente os seus 180 cv. Ficámos surpreendidos com a capacidade de proporcionar passagens de caixa muito suaves em cidade. Não demorou muito tempo para descobrir onde se seleccionava a opção SPORT, que proporciona um acelerador mais sensível e uma intervenção menos agressiva dos controles de tracção e estabilidade, e também não demorou muito tempo até que passássemos a fazer o test-drive com o DSG no modo manual, alterando as mudanças com patilhas no volante.

Seat Leon SC

Com esta atitude imatura passámos de um carro tranquilo, silencioso e que proporciona um passeio relaxado, para um carro com um som muito mais agressivo e com um comportamento muito composto. De certo que não podemos dizer que seja digno de um super desportivo, mas para a gama e proporções em questão, o seu comportamento era bastante previsível e adequado. Com este tipo de condução mais irresponsável, depressa sentimos falta do motor a ajudar nas reduções, pois a DSG tal como muitas outras caixas de velocidades automáticas, não tem um “duende anão” escondido no carro que avise a que velocidade que vamos querer uma mudança abaixo porque dentro de 1 segundo vamos começar a travar… e lá começamos a usar as patilhas no volante para reduzir sempre que precisávamos. E a festa começou!! O motor faz um som espectacular,  já nos sentíamos um “Sebastien Loeb” numa estrada de serra escolhida a dedo pela equipa da Seat. De facto foram momentos de extrema diversão, um muito obrigado Seat! Se quiserem fazemos o esforço de fazer um “long-term test-drive”, conhecemos as estradas certas no nosso Portugal.

Seat Leon SC traseira

E o tempo passa e o percurso acaba, chega a hora de trocar de carro.
Desta vez optámos pelo 2.0 TDi de 150 cv com caixa manual de 6 velocidades, a primeira impressão foi que os 30cv a menos notam-se muito, este diesel proporciona uma aceleração muito linear ao longo das 4000 rotações, talvez por isso tenhamos ficado com esta primeira impressão. Menos lineares eram as passagens de caixa, que por agora serem feitas manualmente passam a ser mais notórias. O comportamento é muito idêntico ao modelo anterior (apesar de esta versão ter uma barra de torção em vez da suspensão independente do TSI), nas curvas sentimos ainda um pouco mais de confiança e “à vontade” pois a caixa de velocidades manual ajuda a fazer o que se quer, quando se quer. Ambos os motores se mostraram muito contidos, especialmente depois de tanta imaturidade na condução destes dois, na versão a gasolina ficámos com uma média final de 12,5 L/100km e na versão a gasóleo 6,6 L/100Km.
Quanto ao interior, os bancos têm um design bastante desportivo e fornecem o apoio necessário. As portas têm um pormenor bastante high-tech, possuem um friso horizontal de luz LED que muda de cor consoante o modo de condução que escolhemos, esperamos que consigam ver pelas fotos. Já o tablier não foi de todo do nosso agrado, especialmente pelo design da zona do sistema de navegação e até pelas dimensões do LCD que são abaixo da média do que a concorrência oferece, dizemos isto porque sendo o equipamento multimédia topo de gama o ecrã merecia mais algumas polegadas). Já quanto à qualidade do tablier, o topo do mesmo está bem construído e tem um toque agradável e macio, já a parte inferior do mesmo é toda revestida em materiais duros e menos agradáveis ao toque.

Seat Leon SC interior

O volante tem um design bastante agradável, mas sentimos que a pega podia ser um pouco mais grossa. Nos modelos com patilhas no volante é frequente tocarmos com a ponta dos dedos nas patilhas, mesmo não querendo mudar de mudança, não sendo por isso que mudamos de mudança involuntariamente mas podia ter ficado melhor.

O modo de funcionamento do sistema multimédia é simples, intuitivo, rápido e eficaz. Permite ligação de iPod, iPhone, Bluetooth, cartões SD e pen USB.
Os locais para arrumação não são em abundância mas também não faltará espaço para arrumação, o porta-luvas no entanto poderia ser um pouco maior e refrigerado. Se a Seat quiser apostar no mercado da América do Norte, de certo que será bem aceite, com 4 lugares para copos e garrafas.

Com preços desde os 18600€ a Seat está confiante que oferece uma relação qualidade preço única que a fará ultrapassar esta fase menos boa da empresa e da economia global.

Seat Leon SC led

A nós resta-nos esperar para ver, agora a bola está do lado dos potenciais clientes, o futuro da Seat está nas mãos deles, o Seat Leon está de facto muito evoluído em relação ao modelo anterior, mas a concorrência está igualmente muito forte. E a tua opinião qual é? Achas que este Seat Leon SC vai ser um sucesso?

14 Comentários

  1. MiguelGP

    Acho que para o futuro da marca , venha a ser possível, visto que as coisas não estão muito boas , deveria demarcar-se dos design já usados e abusados pelo grupo , e apostar em linhas diferentes e mais apelativas .

    Pelo menos a versão 5 portas, ao vivo, ainda é mais estranho , usaram demasiadas arestas em alguns elementos , sendo que apenas aquele vinco que vêm da parte traseira do carro fica ali bem, o seguinte que acompanha a lateral e porta, era dispensável .

    Já o interior , pelas imagens que já vi , concordo que deveria ser algo diferente , ter outro cuidado , e um ecrã francamente maior .

  2. megas

    a frente continua mesmo banal… a traseira é do brera… bahh ganda nojo de carro

    https://www.google.pt/search?hl=en&gs_rn=9&gs_ri=psy-ab&tok=QNh7Sgktjkuse919GRYstg&pq=seat+leon+204&cp=14&gs_id=d&xhr=t&q=seat+leon+2004&bav=on.2,or.r_qf.&bvm=bv.45512109,d.ZGU&biw=1366&bih=595&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi&ei=oa51Uc7GHquu7AbskIGIAw#um=1&hl=en&tbm=isch&sa=1&q=seat+leon+mk5+cupra&oq=seat+leon+mk5+cupra&gs_l=img.3…24446.25754.4.25884.6.6.0.0.0.0.69.384.6.6.0…0.0…1c.1.9.img.9rlDC-kISwk&bav=on.2,or.r_qf.&bvm=bv.45512109,d.ZGU&fp=a6048509be413502&biw=1366&bih=595&imgrc=pbX_VqFhg2557M%3A%3BcimjxoQr_saqAM%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.magnatuning.ro%252Fimages%252FSeat-Leon-1P-Cupra-Replica-Front-Bumper_thumb_22570__300_230.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.magnatuning.ro%252Fen%252Fproduct%252F11955%252FSeat-Leon-1P-Cupra-Replica-Front-Bumper%3B300%3B230

    esse e e vai ser sempre o melhor leon de todos…. esse SC podia ser GT ferrari xpto super hiper que é ganda nojo mesmo

  3. Pedro Aventador

    Eu pessoalmente ando sempre a par destes adoráveis test’s drive e posso confessar que nao gostei nda do Bocangra em que andei da ultima vez , pois a caixa nao se decidia e as passagens eram lentas. Já este novo modelo do leon 2013 conduzi no ic2 e moscavide e gostei bastante do interior, o motor que andei foi o 1.4 tsi 122 que fica muito aquem do meu de 160 mas mesmo assim ainda se safa bem. O interior adorei , talvez também por ter os bancos em pele bege e bastantes extras, adoro o quadrante mas acho o leon de 5 portas menos agressivo que o antigo, está a perder se algum desportivismo no leon e está a passar para uma opcao barata e alternativa a uma berlina familiar .

  4. megas

    pessoalmente acho que a seat neste momento encontra-se a seguir uma direcção na minha opinião nada vantajosa. Estão a perder completamente a “chama” desportiva, que é ainda muito recente devido ás famosas ibizas, fr´s cupras etc… Secalhar nem deram conta disso, mas nimguem estava a espera de algo tão insoso por parte da seat. Querem competir em mercados que não podem vencer, este tipo de carro “para o gasto” pertence aos franceses.

    Estavam a começar a ter fãs da marca e tudo e agora isto, enfim…gostava de saber é o que o pessoal das verdadeiras ibizas/leons pensa.

  5. ntgomes

    Não desgosto do design deste Leon Sc, é menos redondo do que o anterior. Nunca experimentei o novo modelo, mas dei uma volta pequena no novo Ibiza Cupra 1.4 180cv e desiludiu mais do que esperava, anda bem em reta (tem um ronco engraçada perto do corte) e a caixa DSG também faz a sua função 5* mas a curvar valha-nos Deus… Muito falso e imprevisível, não inspira confiança. Habituado à minha E91, gostei do motor em aceleração mas dinamicamente acho um pouco pobre… Portanto Seat é favor começar a preparar bem um Leon Cupra como deve ser (que compita diretamente com o Megane RS) para relançar o nome da marca!

  6. megas

    ntgomes nem mais, a seat precisa de chama, neste momento está muito insosa, uma máquina que compita com o RS ou supere ia trazer essa chama para a marca. Apesar que o OPC tentou e falhou, não é tarefa fácil.

    • ntgomes

      Como carro puramente vocacionado para a pista, o RS é superior e a nivel de condução é um pouco melhor do que o OPC mas não nos podemos esquecer da vertente Hatchback destes modelos, sendo o OPC um carro muito mais “habitável” e com o qual é muito mais fácil de conviver no dia-a-dia (segundo a opinião do Jezza).

      A Seat devia apostar num carro no meio destas duas vertentes, ou seja, um bom carro para andar depressa e que transmita as sensações corretas ao condutor e ao mesmo tempo seja prático, minimamente econômico e confortável!

      • megas

        acredito que o Rs seja bastante mais nervoso que o OPC e de certeza que os interiores do opel sejam bem melhores, para o jeremy que é um senhor de certa idade já o OPC seja melhor para a coluna xD

        A seat tem que mandar para o mercado um “MEGANE II TROPHY”, precisa de um kit de carroçaria bem diferente da restante gama e motorzações diferentes e interessantes, só para ser o porta estandarte da marca, ganhar maior notoriedade como marca que sabe fazer desposrtivos e para o pessoal ter um carro que possa dizer “épa e aquele novo cupra? tá demais o bicho”, neste momento é mais “olha saiu um leon novo! – á tabem”
        São todos iguais, e mancharam o nome FR ao meter o kit em todos os carros mesmo os de 90 cavalos de qualquer maneira a diferença com kit FR e sem FR é quase nenhuma.
        Precisa de chama a marca, esse leon para mim parece me uma ibiza Van nova, banalissimo.

      • ntgomes

        Ahahahah boa observação relativamente ao JC! Mas falando a sério, nem sei até que ponto não preferia comprar um Astra OPC em detrimento do RS, ou então esperar 2 anitos e comprar um GT-86 usado… Mas tens toda a razão, a Seat ao tornar FR num nível de equipamento fez um erro enorme, tirou originalidade e exclusividade ao exponente máximo da marca (sem contar com o Cupra…) e como viste pelo Cupra R eles se quiserem e se esforçarem um pouco até arranjam alguma coisa aceitável! O problema é que neste momento só “aceitável” não chega…

  7. MiguelGP

    O curioso é que esta marca têm o poder de ter motores potentes ao seu dispor , só precisam é de fazer um CARRO há volta do motor, será assim tão difícil ?! Afastem-se dos design mais que usados e abusados pelo grupo , inovem , tentem linhas alternativas , como vemos em muitos concept car , é disto que a industria e mercado automóvel precisa , e não de um parque automóvel monótono .

  8. ntgomes

    Um problema do grupo VW, AUDI, SEAT é que fazem carros com designs muito iguais uns aos outros! Eu chego ao ponto de não conseguir distinguir um A6 de um A8 ou um Jetta de um Passat, pessoalmente acho ridículo as marcas não inovarem no design e não separarem minimamente o desenho dos carros…

    • megas

      Realmente tens toda a razão só aceitável não chega.
      Os skoda também são praticamente iguais ao passat e vw basicamente o grupo VAG difere muito pouco em termos de design. Já a BMW continua a inovar cada vez mais, para 2014 prevê-se umas novidades de topo para a BMW.
      Por um lado penso que a VW não quer a Seat a competir directamente com eles, mas isso é um factor inevitável e então não os deixam evoluir ao ponto que os mesmos merecem. Como a skoda que tem pernas para crescer mas a VW não deixa.
      Por isso prevejo que o grupo VAG comece a diminuir em tamanho englobando as “periferias” á marca mãe, ou apenas manter uma marca de baixo custo (skoda ou seat) e manter as outras de topo. A própria audi faz concorrência directa á VW o que lhes vale é que ambas as marcas possuem compradores cada vez mais diferentes devido ao design/direcção da audi, mas lá está há um factor de diferenciação, coisa que a seat neste momento não tem.

  9. megas

    quanto á escolha entre RS e OPC é simples e fácil ……..M3 E46 , não há mais nada que pensar sequer, tem mala grande, espaço, conforto, andamento e claro é RWD o RS e o OPC têm de comer muita sopinha para chegar ao ponto do m3 e46, até podem andar mais e fazer tempos mais curtos, mas em termos de sorriso na cara…..não conseguem nunca o mesmo efeito xD

Inicie sessão ou registe-se para comentar.