Criar Diário

Renault 5 GTR Triana

SergioDinis | | 25 Comentários | 3517 Visualizações

  • Marca
  • Modelo
    5 GTR Triana
  • Motor
    1.2 GTR
  • Cor
    Cinza
  • Potência (CV/NM)
    55CV
  • Utilização
    Esporádica
  • Quilómetros
    108000
  • Data Matrícula
    N/A
  • Consumos
  • Urbano
    --.- l/100km
  • Extra-Urbano
    --.- l/100km

Sobre o Carro

Aqui fica o diário de bordo do meu Renault Super 5 GTR de 1990, como é a versão Triana tem quase todos os extras existentes na altura: vidros eletricos, fecho central com comando á distancia, aileron igual ao do gtturbo, farois de nevoeiro frontais

Sou o 2.º proprietario deste quase clássico que se encontra num estado irrepreensivel, na minha opinião, tem 108000 km´s e tanto de motor, interior, pintura está impecavel, a pintura encontra-se no estado que as fotos mostram e apenas foi pintada a chapa que fica por baixo do para-brisas, pois é o trauma destes carros, de resto apenas foi polida e está neste estado! O interior também se encontra num estado imaculado, os estofos estão com o tecido em excelente estado e os bancos têm a forma e consistencia originais…
O motor goza de uma excelente saude, sem consumos nem de óleo nem de água, sem aquecer, e com uma vitalidade própria dos seus 55CV, que ainda assim o fazem chegar aos 180km/h (marcados no quadrante), isto claro com muito embalo… 🙂

Parado em termos de modificações ou melhoramentos, chegou a altura de melhorar um pouco o motor e fazer umas “pequenas alterações”…
Comecei por tirar o motor para fora do carro para poder substituir a arvore de cames por uma de um GTX e ainda para ter espaço para poder abrir um bocadinho e polir todas as entradas e saidas da cabeça do motor…

Aspectos Positivos

  • Equipamento desta série
  • Condução
  • Estado de conservação

Aspectos Negativos

  • N/A

Extras / Alterações

Motor

  • Cabos de Velas em Selicone
  • Velas de 4 polos
  • Arvore de cames de um GTX

Audio

  • Radio
  • Colunas kenwood 120 wats
  • Amplificador TP
  • Subwoofer

Interior

  • Volante de 3 Braços
  • Aplicação do manometro de Voltagem da bateria
  • Permuta do lugar do rádio pelos controlos da climatização
  • substituição de toda a iluminação por leds

Exterior

  • Rebaixamento
  • Eliminação do letering
  • Jantes de um R5
  • Aplicação de decoração
  • Aplicação de pelicula nos piscas frontais
  • Panela de escape Supersprint
  • Leds na matricula

Imagens

25 Comentários

  1. SergioDinis

    E são, mas isto é porque o meu pai tem uma oficina e um stand, onde eu trabalho, e como ando no carro exporádicamente, está lá guardado e como que em geito de exposição…

  2. SergioDinis

    Matando a curiosidade sobre o manómetro, eu também fiquei de boca aberta quando descobri para que servia, então é assim, o manometro indica o nivel do óleo do motor, isto é, quando liga-mos a ignição, aguarmos um pouco e ele soube até onde estiver o nivel de oleo, quando metemos a trabalhar ele volta á posição inicial… Já testei quando mudei o oleo e funciona mesmo… 🙂

  3. QMaia

    Ainda pensei que seria do ECU, o Lada que o meu pai teve tinha um manómetro do ECU, que não tinha nenhuma indicação senão o nome.
    Bastante pratico e util esse manómetro.

  4. QMaia

    É um manómetro que existe que tal como o que tu tens, mas so tem o nome ECU.
    Eu sei o que é, mas nao te sei explicar. É um manómetro que só os carros antigos tem, pelo menos assim o acho…tal como a alavanca de abrir o ar | \ | .

  5. markituh121

    Qmaia essa alavanca existia na Passat do meu pai, saudades… Por acaso sempre pensei que o raio do manómetro tivesse algo a ver com o óleo, e estava a levar para o nível do mesmo. Os carros franceses naquela altura sempre foram os mais avançados na Europa em termos de tecnologia, bastava ver o ano em que o primeiro Citroen teve conta quilómetros elétrico (tipo S2000) e ficamos de boca aberta de ter sido tão cedo.

  6. QMaia

    Creio que é isso, nao estou muito a lembrar-me da função do mostrador ECU, até porque na altura nao se compreendia la muito bem aquilo.

  7. megas

    pessoal é mais que obvio que esse manometro foi adaptado para esse carro e é obvio que o quadrante esta partido devido a essa aplicação, e depois é um manometro de volts ou seja da bateria, que foi adaptado para o nivel do oleo……

  8. SergioDinis

    Peço desculpa estar a ir contra aquilo que foi dito pelo utilizador “megas”, mas está profundamente enganado… o manómetro dos volts foi realmente aplicado por mim, mas esta a cumprir a sua função, ou seja, medir Volts, o manómetro de que foi aqui falado é original deste quadrante/carro e não tem nenhuma alteração, cumprindo a função que falei de medir o nível do óleo quando se liga a ignição…

    Espero ter esclarecido… 🙂

  9. joaoap

    tens exatamente o mesmo problema que eu no tablier, onde está partido ao pé do manometro dos volts :s

    gostei bastante da mudança de sitio radio/controladores sofage, mas será que o rádio não fica muito á “vista”?

    cumprimentos e bom trabalho

    • SergioDinis

      Tenho andado desaparecido deste site, mas vou agora começar a escrever outra vez pois fiz umas alterações recentes aqui na máquina…

      Respondendo ao joaoap:
      a mudança de sitio do radio / controladores da sofagem foi umas das alterações que me deu mais luta para ficar tudo final, mas foi tambem das que gostei mais do resultado final… em relação ao ficar á vista, fica um pouco mais, mas tenho sempre o cuidado de tirar a frente ao rádio quando nao esta em “locais seguros”…

Inicie sessão ou registe-se para comentar.