Criar Diário

Nissan Bluebird LX

Wtavares | | 12 Comentários | 2162 Visualizações

  • Marca
  • Modelo
    Bluebird LX
  • Motor
    1600cc carb's
  • Cor
    Azul camaleão
  • Potência (CV/NM)
    85cv's
  • Utilização
    Diária
  • Quilómetros
    153 Mil
  • Data Matrícula
    01/83
  • Consumos
  • Urbano
    12 l/100km
  • Extra-Urbano
    7.5 l/100km

Sobre o Carro

Foi comprado pelo meu pai com 70 mil km em 1996, tinha quatro anos na altura e lembro-me perfeitamente de o ir buscar. Desde então ficou na família, teve poucos azares e tem dado poucos problemas. Tirei a carta à um ano e desde então ando quase todos os dias com ele (se não fosse o preço da gasolina andava mais). O motor está novo e com pouca quilometragem e a alma da rotação contínua lá 🙂

Aspectos Positivos

  • Fiabilidade
  • Sonoridade motora (carburadores é aquela coisa)
  • Conforto

Aspectos Negativos

  • Consumos
  • Idade
  • Gasolina cara!

Extras / Alterações

Motor

  • SOHC 1600 4-L.
  • Tracção dianteira
  • Carburadores

Audio

  • blaupunkt

Interior

  • Direcção assistida :)

Exterior

  • N/A

Imagens

12 Comentários

  1. Wtavares

    Deu problemas ontem, chumbou na inspecção. Os dois amortecedores de trás com 23 anos estão acabadinhos, eu bem que sentia o carro a fugir muito de traseira :(. 140€ os dois.

  2. Wtavares

    Miguel Lucas, mesmo assim ainda surpreende alguns carritos recentes. 23 anos já começa a fazer-se sentir, mas como digo a alma da rotação tá lá.
    Mas este bicharoco mamalhão de gasolina é simplesmente para o desenrasque e para dar umas gazadas de vez em quando, o próximo é mais velhote e está a ser restaurado por mim, um WV Golf mk1 de 1983. 1600 a diesel (pena minha , eheh). Está pronto pá pintura 🙂
    O próximo passo no bluebird será fazer uma revisão, velas, filtros e pastilhas (se calhar discos). E dar uma bela duma afinação ao carb .

  3. Jacinto

    Está muito engraçado! Adoro estes carros.
    Deixa lá que gasto pouco menos que isso semanalmente, pelo que agora apenas vou de 2 em 2 semanas a casa.

    Também gosto bastante desses Golfs… Pena de facto o motor a diesel, mas pelo menos ficas com a carteira menos leve 😛

    O meu pai tinha um cliente com um GTS (uma versão Sul-Africana, que era basicamente um 1600 a carburador com todos os extras do GTi), e aquilo era bastante engraçado 😀

  4. Wtavares

    Eu só gasto o que gasto porque se entro na casa das 3 mil RPM só saio de lá às 7, e não pode ser 🙂
    O teu também está bastante engraçado, embora, mais pequeno que o meu deve se mexer bem 😀
    O Golf dá me a vantagem de ter 4,4.5L/100, o que torna as coisas bastante diferentes.
    Eu também gosto muito deste tipo de carros, espaçosos e com conforto bom (melhor que em muitos carros recentes). É pena é este Bluebird não ser o 2.0 Turbo, ou pelo menos o 1.8 de injecção, mas por-lhe 2 carburadores está na lista de planos 🙂

  5. Jacinto

    Eu sei o que é esse vício :P, mas tenho aprendido a controlar o pézinho e aproveitar melhor o binário em baixas… Caso contrário, era a desgraça total!

    Obrigado! 😀

    De facto, também considero o meu bastante mais confortável que diversos carros recentes que tenho vindo a conduzir, o a andar a pendura.

    Estás muito bem servido com o 1.6 :P, mas sim, com as outras duas motorizações deve ser um bichinho ainda mais engraçado!
    Isso de ter 2 carbs é outra coisa. A minha ideia inicial era pôr o meu 1.3 de origem, mas com os dois carburadores. Mas como os ganhos eram superiores com a troca integral… 😛

    Por acaso, por vezes penso que até gostava de ter um carro a gastar menos em casa (não tenho qualquer automóvel a gasóleo na garagem, e o mais económico era uma Mini das antigas), mas depois penso no sorriso com que estes carros me deixam de cada vez que pego neles… E prefiro fazer alguns sacrificios para os manter! 😀

  6. Wtavares

    Eu vou ter o melhor dos dois mundos. O golf vai ser para deslocações mais frequentes (mas também não o quero a andar todos os dias, pois já tem 200 mil e tem quase 30 anos) e o Nissan para os FDS’s.

    Para lhe meter os dois carb’s tinha que ir buscar o corpo de admissão todo do 1.6 dual carb, e em PT isso torna-se difícil, até no estrangeiro.

    Um amigo meu aqui de Coimbra que tá a preparar um 200sx (só com 500cv’s, maniaco por turbos) e diz que o melhor que faço é turbinar o bicho. Mesmo que faço a baixa pressão não quero arriscar com internos de origem .

Inicie sessão ou registe-se para comentar.