Criar Diário

Honda Civic

ricardo relvas | | 31 Comentários | 6651 Visualizações

  • Marca
  • Modelo
    Civic
  • Motor
    1.6 VTEC
  • Cor
    cinzento
  • Potência (CV/NM)
    130
  • Utilização
    Diária
  • Quilómetros
    147000
  • Data Matrícula
    N/A
  • Consumos
  • Urbano
    7.5 l/100km
  • Extra-Urbano
    7 l/100km

Sobre o Carro

Honda Civic 4p ES5 1.6 VTEC, com pneus 195/60 R15, veiculo de 2001.

Mods previstas:
– Bi-xenon H4 (adiado)
– Lip frontal (adiado)
– Pequeno aileron (duvidas ainda) … “aileron matias, corta o vento às fatias” 😀
– troca autoradio por um de 2′ espaços com LCD (anulado)
– vidros fumados mas não muito escuros (anulado)
– terminal escape oval (adiado)
– botão “Start” (anulado)

Aspectos Positivos

  • capacidade mala
  • potencia / motor
  • Espaço
  • consumos baixos em relação à minha condução
  • nivel sonoro parado (500rpm)
  • segurança

Aspectos Negativos

  • suspenção demasiado rija
  • não tem relógio no habitaculo (tinha no radio de origem)
  • conforto passageiros atras devido suspensão

Extras / Alterações

Motor

  • KN filtro caixa
  • 1.6 VTEC

Audio

  • blaupunkt seattle mp57
  • colunas stock
  • blaupunkt gt subwoofer

Interior

  • apoio de braço
  • A/C automático
  • 2 x Lampadas teto 31mm LED
  • Alarme
  • mini relógio digital norauto :D

Exterior

  • minimos Lampadas em LED super brancas
  • espelhos para retrovisores ponto cego
  • sensores estacionamento sonoros

Imagens

31 Comentários

  1. Miguel Lucas

    Bem vindo Ricardo,

    Não é o primeiro Civic desta geração por aqui, é de facto um bom carro, com um excelente motor.
    Considera os consumos um aspecto positivo? Quer partilhar valores? hehe

    Abraço

  2. ricardo relvas

    Boas amigo, Obrigado

    de facto considero um aspecto positivo com consumos em cidade na casa dos 7L, este fim de semana que se avizinha vou “apertar” com ele e ver consumos em altas, assim que tiver esse dado colocarei aqui. os 7L que faz e tendo em conta que tenho o chamado de pé pesado poderia rondar valores mais baixos.

  3. markituh121

    Bem o Concerto é mais o Bisavô deste Civic, visto que o EJ é o avô e o EK3 é o pai. Em termos de motorizações sim o Concerto é mais potente mas não tem conversor catalítico nem Vtec, no entanto tem 129-126 cvs para versões anteriores a 1991 e para as versões depois de 1991 tem 120, (pre-1991 motor D16A8, depois de 1991 D16A9) este carro tem um motor Vtec, considerada uma versão de evolução do motor do Concerto com 110 cvs (na verdade o motor D15W7 tem 115cvs, mas neste carro teve menos cvs, no entanto supera o Torque de ambos os motores do Concerto com 15,5 Kg/m de torque às 4300 RPMs graças ao Vtec, tendo os motores do Concerto torque na casa dos 14Kg/m).

    Ambos os motores têm o mesmo bloco mas afinações diferentes e alguns componentes também, nomeadamente a cabeça do motor e respetivas árvores de cames, também é mais ecológico que o do Concerto e tem consumos muito melhores graças ao Vtec. Este foi o primeiro Civic que teve uma versão sedan totalmente diferente da versão Hatchback, mas as versões são iguais apenas o formato e design do carro são diferentes do Hatchback ou EP (http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/4/40/Honda_Civic_Si_EP3.jpg). Ambos os motores do Concerto e deste Civic, ou os motores da Honda com denominação “DXX” são motores SOHC. Os motores que são “BXX” foram os motores em que foi desenvolvido o Vtec e que são DOHC, estes motores também são usados nestes Civics, mas em versões SI ou mais Luxuriosas. Depois posto imagens para quem quiser… 🙂

  4. gymkhana

    O do meu pai tinha 115 cvs e tinha mesmo ideia de ter vtec devido ao som, lembro-me perfeitamente do som que às 4 krpm não tenho a certeza do “salto” mas que era um som “electrónico” sim.
    Também tinha ideia que o Vtec acabava por “atacar” consumos baixos, mas está visto que também estava enganado.

    Grato Markituh!

  5. markituh121

    Não o Concerto não teve Vtec, porque nessa altura a Honda ainda estava a a ponderar meter o Vtec nos motores com a denominação “D” porque é um sistema totalmente diiferente num SOHC do que é do DOHC.

    Pequena curiosidade, no Japão o Concerto teve uma versão com tração às 4, não vi o ponto mas pronto. E na verdade o Concerto é um Rover 200 de 80 (um pouco óbvio) e como os rovers também usavam estes motores da Honda ela também não lhes pôs Vtec.

  6. gymkhana

    Nunca ouvi um Concerto diesel 🙂
    Pensava que a Rover é que tinha aproveitado o Concerto e não o contrário.

    Ainda vejo bastantes dos dois, mas mais o 1.5.

  7. markituh121

    Nem eu quero ouvir um concerto a diesel… Para mim Honda só deve ser a Gasolina.

    Não o Concerto é que foi uma junção entre o Rover 200 e o 400.

  8. markituh121

    E não Gymkhana o Vtec não ataca os consumos pelo contrário melhora-os bastante e se for Vtec-E (como neste carro) melhora ainda mais os consumos.

  9. ricardo relvas

    uouhhh… :O agora fiquei completamente estupefacto!! Markituh grande enciclopedia que tens 😀
    fiquei a saber dados sobre carro que não fazia a menor ideia 😀 😀 😀
    é o meu primeiro Honda e ainda não conheço este mundo que todos os dias me surpreende pela positiva.
    Gimkhana se alguem me disse-se que tinha um concerto a diesel desmanchava-me a rir. nunca vi nem sabia que existia.
    cumps

  10. gymkhana

    Ricardo, quem falou no Concerto diesel foi o Markituh, ok? E foi vendido com motor Peugeot. É “dissesse” que se escreve e é Gymkhana com “y”, ok? Muito obrigado.

    Markituh, para já, o que é que o Vtec faz para o “mesmo” consumir menos?

  11. ricardo relvas

    gymkhana, estava a concordar contigo em como não conhecia o concerto a diesel.
    Sim tens razão é “dissesse” e não “disse-se” (nem pronúncia é a mesma). 😀 eheh
    A troca do “Y” pelo “i” foi falta de atenção (devia ter feito ctrl+c; ctrl+v) 😀

    Markituh, para além da questão do amigo gymkhana, faço outra se me poderes ajudar.
    Vou este ano fazer viagem pelo sul de Espanha, alguma dica para os consumos? (tirando as basicas)

  12. markituh121

    Vou estudar um pouco mais o Vtec-E para poder responder a essa Gymkhana porque é mesmo lixado responder sem saber muito sobre o assunto. Mais tarde trago a resposta.

  13. markituh121

    Ricardo Relvas para ti o mesmo.

    Mudar a imagem de perfil é facil, em cima vês a tua imagem de perfil e ao lado diz “Olá Ricardo Relvas” e por baixo tens, o meu perfil, carregas lá e vai-te aparecer um menu com umas opções e carregas em editar o meu perfil (no meio) depois vais para baixo e aparece editar a minha imagem de perfil. Depois selecionas uma do teu computador e pronto. Espero ter ajudado.

  14. gymkhana

    Eu sei que a pergunta é ao Markituh, mas eu dou a minha opinião sobre o consumo, porque é de graça!

    À partida por AE a 120 km/h o carro consome mais que por estradas nacionais a 90 km/h, por outro lado se houver montes de trânsito e/ ou andares em ultrapassagens entre camiões a obrigar-te a acelerações e a travagens frequentes, mais vale a AE. Se fores por AE e não tiveres medo de bater num camião, cola-te à traseira do maior camião que encontrares que poupas significativamente combustível, mas… Já sabes: pedras nos vidros e no capot e o risco agravado de acidente, para além de ser proibido, enfim, com o meu Peugeot 2.0 HDi a fazer esta brincadeira na Vasco da Gama até ao Barreiro a mais ou menos 80/ 90 kmh, consegui média inferior a 3L de acordo com o computador de bordo.
    Os carros “normais” têm o consumo mais baixo próximo dos 65 kmh, um Ferrari deverá rondar os 80 km/h, um Fiat Panda a rondar 55 km/h, em nível e em última mudança, se estiverem a descer ou a subir as coisas variam, mas se puderes subir em última sem o motor estar a “morrer” tanto melhor, por isso antes de uma subida pode valer a pena acelerar um tanto se vires que se mantivesses a velocidade terias de reduzir na caixa. A descer quanto menos carregares no acelerador melhor, os carros com injecção electrónica (é o caso) não injectam gasolina quando o motor está a rodar por inércia do carro apenas (não se está a carregar no pedal do acelerador e a rotação está algo “longe” do ralenti) mas não adianta estar em última numa descida ligeira a perder velocidade para quando chegares a nível ou pior, a uma subida, teres de recuperar a velocidade “perdida”.
    Para ter o carro em esforço (subida) o ideal é andar pelo pico de binário que é quando o motor normalmente consegue produzir mais energia por litro de combustível, nos motores a gasóleo ronda os 1,8 krpm, no a gasolina é às 2,5 krpm (como boa parte dos motores a gasolina), mas em motores com Vtec as coisas mudam de figura. Acho que esse motor binário máximo lá para as 5 krpm, mas certamente que numa rotação mais baixa consegue melhor eficiência.
    Ter os pneus com pressão adequada ajuda (eu ando com sobre-pressão que ajuda um pouco mais, mas o carro perde aderência, portanto muito cuidado), direcção alinhada também, filtros limpos a mesma história.
    O manual do carro deve fazer algumas mencionar alguns aspectos quanto ao consumo, portanto, podes também dar uma olhadela 🙂

  15. gymkhana

    oh Markituh, não estou preocupado com as aparências, bem até estou, mas não nessas, de qualquer forma agradeço que te preocupes comigo! 🙂
    Bom fim-de-semana!

Inicie sessão ou registe-se para comentar.