Chevrolet Orlando, a alternativa familiar com atitude

sandracastico | | 0 Comentários | 505 Visualizações

Quando em  2009 o Chevrolet Uplander fechou a produção, parecia ter deixado um espaço na oferta da Chevrolet no que diz respeito a veículos 7 lugares marcadamente familiares, este buraco veio a ser compensado pelo Chevrolet Orlando, exibido pela primeira vez no Salão Automóvel de Paris em 2008 e disponível em Portugal desde 2011.

Segundo Wayne Brannon, antigo presidente da Chevrolet Europa, a Chevrolet está a «tentar pôr na estrada carros que façam sentido». E este carro, que curiosamente não é comercializado nos Estados Unidos da America, faz todo o sentido no mercado europeu, quando se trata de transportar famílias numerosas a preços acessíveis.

O preço do Chevrolet Orlando é realmente atractivo em comparação com outros crossovers no mercado português, e este monovolume possui ainda o espaço interior e as caracteristicas de segurança que se requerem de um carro familiar de 7 lugares , um motor eficiente, e um chassis que permite uma condução confortável e ágil.

O espaço interior é vasto, com uma ampla capacidade de carga e vários compartimentos de arrumação. Os bancos dianteiros estão organizados em anfiteatro e  podem ser rebatidos num total de 16 diferentes combinações. O design do Chevrolet Orlando exibe uma linha de tejadilho que desce em direcção à traseira do carro, no entanto, os técnicos que construiram este automóvel conseguiram implementar uma visibilade maior para os lados e para a frente para os passageiros das filas de trás, elevando a segunda e terceira filas com o cuidado de garantir espaço suficiente para a cabeça.

No que diz respeito à seguranca, esta é normalmente uma prioridade dos automóveis familiares e o Chevrolet Orlando não é uma excepção. Este carro é protentor de seis airbags (frontais duplos, laterais e de cortina), duas fixações isofix para as cadeiras de criança e controlo electrónico de estabilidade e de tracção para uma maior aderência à estrada. O Chevrolet Orlando possui ainda sensores, que ao detectarem uma colisão, destrancam as portas automaticamente para evitar que os passageiros estejam com as portas trancadas à chegada dos serviços de emergência, um problema que é bastante frequente.

Wayne Brannon afirmou também que a Chevrolet queria construir um monovolume familiar, que para além de monetariamente acessível, se destacasse no seu design. Que marcasse a presenca imponente que caracteriza a Chevrolet. Com esse objectivo em mente, o  Orlando afasta-se do design básico da maior parte dos monovolumes disponíveis no mercado, e adopta um design inspirado nos carros SUV.

A linha baixa do tejadilho e os arcos das rodas salientes conferem-lhe um visual robusto e desportivo,.

Na escolha de um carro novo, se os critérios passam por um carro espaçoso, de 7 lugares, seguro e com um design arrojado o Chevrolet Orlando é sem dúvida uma alternativa a ter em conta.

Inicie sessão ou registe-se para comentar.