BMW Série 2 Coupé – Imagens e Vídeos

MotoresPT | | 1 Comentários | 11364 Visualizações

Apresenta-se ao mundo em Janeiro do próximo ano e chega ao mercado em Março. O BMW Série 2 Coupé está mais largo e comprido que o Série 1 Coupé.

O BMW Série 2 tem como base o Série 1, lançado em 2012, com o qual partilha elementos estruturais, alguns motores e equipamento. Diferencia-se através de uma dianteira específica com uma grelha nova, faróis e entradas de ar proeminentes. Nota ainda para os faróis traseiros em forma de L. Entre as opções destacam-se os bancos em pele Dakota, além dos pormenores em alumínio escovado ou madeira, assim como o dispositivo iDrive nas versões de 6,5 e 8,8 polegadas. Os níveis de equipamento à disposição são o Sport Line, Modern Line e M Sport. Este último, o mais desportivo, inclui um kit aerodinâmico, com grelha diferente, ponteira de escape cromada, suspensão desportiva (10 mm rebaixada), jantes M de 17 polegadas, bancos desportivos, aplicações em alumínio, soleira da porta M e novo painel de instrumentos.

As opções de motores incluem a versão a gasolina 220i com motor 2.0 TwinPower Turbo de quatro cilindros com 184 cv e 270 Nm (que lhe permite fazer 0-100 km/h em 7,0 segundos e 235 km/h), além dos Diesel 218d com bloco 2.0 TwinPower Turbo de quatro cilindros com 143 cv e 320 Nm (que chega aos 100 km/h em 8,9 segundos – 8,6 seg. com caixa automática de oito velocidades – e chegar a 213 km/h), um 220d com motor 2.0 TwinPower Turbo de quatro cilindros de 184 cv e 380 Nm (com o qual o coupé chega a 100 km/h em 7,2 seg. – 7,1 seg. com caixa automática – e a uma velocidade máxima de 230 km/h), e um 225d com o mesmo motor 2.0 numa variante de 218 cv e 450 Nm (0-100 km/h em 6,3 seg. e 242 km/h). No topo de gama está o M235i com motor 3.0 TwinPower Turbo de seis cilindros em linha com 326 cv e 450 Nm de binário (que precisa de 4,8 seg. para chegar a 100 km/h, de série com caixa automática, e tem velocidade limitada electronicamente a 250 km/h) – com diferencial autoblocante. Todas as versões têm tracção traseira, ficando ainda por saber se existirão versões de tracção integral

1 Comentário

  1. ntgomes

    Linhas e uma frente diferentes o suficiente do serie 1 para distinguir, muito bom!

    Pessoalmente não gosto do tipo de jantes que a BMW vai usando agora no Kit M por exemplo do Serie 4, parece que estão a diminuir o número de raios das jantes em geral e estão a ficar feias…

Inicie sessão ou registe-se para comentar.